Vespasiano

Fiscal repreende homens que pularam catraca e é espancado dentro de ônibus

Um fiscal da linha 5882 (Lagoa Santa/Estação Vilarinho) foi espancado por três homens dentro do ônibus, por volta do meio dia, desta terça-feira (4). A agressão aconteceu na rodovia MG-010, entre o posto da Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e a Cidade Administrativa.

A confusão começou depois que os agressores entraram no ônibus, na altura do bairro Morro Alto, em Vespasiano, e pularam a catraca sem pagar a passagem. O fiscal chegou a chamar a atenção dos homens, que o ignoraram.

O ônibus seguiu, então, até o posto da PMRv, onde o agente desceu e procurou policiais para fazer a denúncia. No entanto, nenhum militar se prontificou a verificar a situação. “Eles disseram apenas que mandariam uma viatura até a Estação Vilarinho depois”, afirmou o fiscal.

Com a viagem retomada depois de alguns minutos em frente ao posto policial, os três homens saíram do fundo do ônibus, pularam novamente a catraca e começaram a agredir brutalmente com socos e pontapés o fiscal.

Muitos passageiros ficaram horrorizados com a cena de violência, algumas mulheres e crianças entraram em choque e começaram a chorar. O motorista, que pediu para não ser identificado, relatou que, pelo nível dos golpes, o homem poderia ter sido morto se a agressão não tivesse parado.

A vítima chegou a ser lançada para fora do veículo devido à força dos golpes e caiu de costas no asfalto, em frente à Cidade Administrativa. Nesse momento, os homens saíram do ônibus e seguiram a pé, pelas margens da rodovia.

O fiscal seguiu até o ponto final, onde recebeu apoio de funcionários da empresa, que o levaram para atendimento médico.

Outro lado

De acordo com o major Flávio Santiago, chefe de imprensa da PM, o homem agredido não é funcionário de nenhuma das empresas que fiscaliza os ônibus na Grande BH. Ele teria apenas se passado por fiscal, para intimidar os homens que saltaram a roleta do coletivo.

Ainda de acordo com major, a orientação dada pelo policial do posto da PMRV, na MG-010, teria sido para que o homem aguardasse a chegada de uma viatura que estava nas proximidades. “A PM age de acordo com a supremacia de forças. Portanto, o militar não poderia fazer a abordagem sozinho”, afirma Santiago

REDE SOCIAL

setembro 2018
S T Q Q S S D
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930