Belo Horizonte

Síndica morta por vizinha em BH é sepultada no Espírito Santo

Mulher de 37 anos foi esfaqueada após perguntar a moradora de prédio na Região Oeste de BH por que o filho dela estava chorando

Será sepultado nesta quarta-feira o corpo de Ludmilla Rivas da Silva, 37 anos, síndica assassinada por uma vizinha na noite de 25 de dezembro no Bairro Parque São José, Região Oeste de Belo Horizonte. Ludmilla foi esfaqueada ao procurar a outra moradora para saber por que o filho dela, de 2 anos, estava chorando.  A agressora, de 27, foi presa.

Segundo informações de familiares e moradores, a cerimônia será realizada em Mimoso do Sul, cidade vizinha a Campos dos Goytacazes, no Espírito Santo. A família da mulher reside no município. O corpo foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte às 13h30 de ontem, conforme a Polícia Civil.
A confusão que terminou em morte ocorreu pouco antes das 20h de segunda-feira em um prédio na Rua Júlio de Castilho. De acordo com a Polícia Militar (PM), a informação é de que Ludmilla foi ao apartamento de Rayanne Maia Marques perguntar por que a criança dela estava chorando e acabou esfaqueada no pescoço.
Vizinhos ouviram a confusão e conseguiram deter a mulher até a chegada da polícia. Os militares providenciaram socorro a Ludmilla, mas ela morreu no Hospital João XXIII. A faca usada no crime foi apreendida e Rayanne foi levada para a Central de Flagrantes da Polícia Civil 3 (Ceflan 3), no Barreiro. O filho dela foi deixado aos cuidados dos avós, segundo a PM.
A assessoria de imprensa da Polícia Civil informou que Rayanne foi presa em flagrante por homicídio. Não há informações sobre o teor do depoimento da mulher.
No perfil que mantinha no Facebook, Rayanne postava fotos com armas e com notas de dinheiro sobre o corpo. Em uma delas, a mulher aparece com várias notas de R$ 100 sobre rla . Há também fotos dela com armas e munições e fazendo gestos como se estivesse com o artefato em punho.

Sobre o Publisher

Redação

Deixe um comentário !

Click para comentar o post

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *